Entre em contato

Caso tenha dúvidas, críticas, sugestões ou simplesmente queira entrar em contato, preencha o formulário e clique em "Enviar".
  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • Instagram
  • Twitter Social Icon
  • YouTube

© 2019 por Daniel Takata.

O Esportístico traz, com exclusividade, a corrida pelo MVP (Most Valuable Player), o Jogador Mais Valioso da temporada da NBA, a liga de basquete dos Estados Unidos, pelas estatísticas.

Semanalmente, publicamos o ranking de todos os jogadores da temporada 2019/2020, do melhor para o pior, baseado em um índice de desempenho.

Os jogadores qualificáveis são aqueles que, até o momento, tenham disputado ao menos 60% do número de jogos da equipe que mais jogou na temporada.

O índice de desempenho é baseado nas estatísticas mais tradicionais: as médias por jogo por jogador de pontos, assistências, rebotes, roubos, tocos e plus/minus (valor que indica o número de pontos que a equipe têm de vantagem ou de desvantagem, em média, quando o jogador está em quadra).

A técnica utilizada é a análise de componentes principais, uma ferramenta de análise multivariada. A principal utilidade da técnica é, quando se trabalha com muitas variáveis, reduzir a informação a um número bem menor de variáveis.

 

Mas outra utilidade é a classificação. A técnica dá pesos para as variáveis, e através dela pode-se obter uma média ponderada das mesmas, para que se obtenha um índice global. E a vantagem é que a própria técnica determina as variáveis que devem ter maior peso na composição do índice, considerando a relevância de cada uma delas no conjunto de dados, após as variáveis serem devidamente colocadas na mesma escala.

Quando se diz que as variáveis são colocadas na mesma escala, isso quer dizer que considera-se as quantidades padronizadas, após terem subtraídas suas médias e divididas por seus desvios padrão. Isso faz com que, tipicamente, os valores fiquem, em sua grande maioria, entre -3 e 3.

 

Ou seja, não há espaço para arbitrariedade: o peso de cada estatística é determinado pelos próprios dados.

O MVP para o Esportístico, então, é o jogador com maior índice.

O índice também é usado para determinar o jogador estreante da temporada (Rookie Of The Year, na premiação anual da NBA). Nesse caso, apenas os calouros são considerados.

Para determinar o jogador que mais evoluiu (Most Improved Player), compara-se a colocação de cada jogador na temporada atual com sua colocação na temporada passada de acordo com o índice. Quem apresentar maior salto será o jogador com maior evolução.

Utiliza-se o índice também para determinar os jogadores selecionados para o All-Star Game, do Oeste e do Leste, respeitadas as posições dos jogadores (dois armadores e três alas/pivôs para os times titulares, e três armadores e quatro alas/pivôs para os times reservas). A mesma lógica é utilizada para determinar as três seleções dos melhores jogadores da temporada (All NBA First Team, All NBA Second Team e All NBA Third Team).

Apenas para determinar o melhor jogador defensivo da temporada (Defensive Player) há uma mudança no índice, para considerar apenas estatísticas relacionadas a desempenhos defensivos: rebotes defensivos, roubos, tocos e plus/minus.