Buscar
  • Daniel Takata

As estatísticas do esporte do Dia do Estatístico


O Dia do Estatístico é celebrado no Brasil em 29 de maio em homenagem à criação do Instituto Nacional de Estatística (INE), que aconteceu neste mesmo dia no ano de 1936.

Não conhece o INE? É compreensível, pois apenas um ano depois ele incorporou o Conselho Brasileiro de Estatística e mudou de nome. A partir de 1937 passou a se chamar Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Como esse é o site das estatísticas no esporte, trago neste texto algumas efemérides esportivas do dia de hoje. Alguns acontecimentos marcantes do Dia do Estatístico envolvendo grandes atletas, times e campeonatos ao longo da história.

O acontecimento esportivo mais marcante de um 29 de maio ocorreu em 1953. Talvez isso cause controvérsias, mas acho justo considerar como um acontecimento esportivo. Nessa data, osneozelandês Edmund Hillary e o sherpa Tenzing Norgay escalaram 8.848 metros e atingiram o cume do Everest. Foi a primeira escalada bem sucedida da montanha mais famosa do mundo.

Talvez a relação mais curiosa com o dia 29 de maio que encontrei vêm dos Estados Unidos. Al Unser e Al Unser Jr. são dois lendários ex-pilotos, e ambos venceram a mais tradicional corrida do mundo, as 500 milhas de Indianápolis. Há muitos pilotos que venceram a corrida no Dia do Estatístico, pois ela acontece todos os anos no final de maio. Mas eles são os únicos pai e filho a fazerem isso. E, mais curioso, Al Unser nasceu no dia 29 de maio!


Al Unser Jr. e Al Unser (foto: reprodução)

Outra tradicional corrida que ocorre no final de maio é o GP de Mônaco, talvez o mais charmoso da Fórmula 1. O último a vencê-lo no Dia do Estatístico foi o britânico Lewis Hamilton, em 2016. Infelizmente, Ayrton Senna, o maior vencedor da prova com seis vitórias, não obteve nenhuma delas no dia 29 de maio.

O tradicional torneio de tênis de Roland Garros, um dos quatro torneios de Grand Slam, é realizado entre o final de maio e o início de junho. Sabemos que o grande Gustavo Kuerten foi tricampeão do torneio em performances memoráveis. Um de seus maiores feitos ocorreu em um Dia do Estatístico, em 2004, curiosamente um ano em que ele não venceu o campeonato: derrotou o suíço Roger Federer por 3 sets a 0. Na época, Federer era um trator que, no auge de sua juventude, não dava chances aos adversários - naquele ano, venceu três dos quatro torneios de Grand Slam. O único que não conquistou foi Roland Garros, em que foi estraçalhado por Guga. No saibro francês, o brasileiro mostrou que ainda era rei.

Em 1997, o Utah Jazz conquistou o título da Conferência Oeste da NBA no Dia do Estatístico, em uma das decisões de playoffs mais emocionantes da história. Era o jogo 6 e o Utah vencia a série por 3 a 2. Bastava uma vitória, mas o Houston, que contava com lendas como Charles Barkley e Hakeem Olajwon, liderava por 13 pontos de vantagem faltando menos de 7 minutos para o fim. Liderados por Karl Malone e, sobretudo, John Stockton, o Utah reagiu e empatou o jogo em 100 pontos. No estouro do cronômetro, Stockton acertou um improvável arremesso de três pontos, fazendo seu time levar o título da conferência pela primeira vez na história. Na grande final contra o campeão do Leste, não foram páreos para o Chicago Bulls de Michael Jordan.


O arremesso histórico de John Stockton (foto: reprodução)

Também em um dia 29 de maio, dessa vez em 1985, a Juventus venceu o Liverpool por 1 a 0, na Bélgica, e conquistou a Copa dos Campeões da Europa, o principal torneio entre clubes de futebol do continente. Mas aquela partida entrou para a história por uma tragédia: um tumulto nas arquibancadas do estádio, originado pelos hooligans ingleses, gerou uma grande confusão, com brigas, corre-corre, pessoas espremidas e pisoteadas. O saldo final foi de 39 mortos e mais de 600 feridos.

No atletismo, o soviético Yuri Dumchev bateu o recorde mundial do arremesso de disco, com 71m86 em 1983; e, na natação, o americano Adolf Kiefer superou o recorde mundial dos 100m costas com o tempo de 58s8 em 1940.


O lendário João do Pulo, ex-recordista mundial e medalhista olímpico do salto triplo, morreu em 19 de maio de 1999.

João do Pulo (foto: reprodução/Veja SP)

0 visualização

Entre em contato

Caso tenha dúvidas, críticas, sugestões ou simplesmente queira entrar em contato, preencha o formulário e clique em "Enviar".
  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • Instagram
  • Twitter Social Icon
  • YouTube

© 2019 por Daniel Takata.