Buscar
  • Daniel Takata

As probabilidades de vitória na natação olímpica

Quem serão os campeões olímpicos da natação na Olimpíada de Tóquio, este ano?


Obviamente essa é uma pergunta impossível de responder. Mas, baseados nos resultados dos últimos anos e nos rankings mundiais, é possível ter uma ideia dos favoritos e daqueles que têm mais chances.


Mas como quantificar essas chances? Será que o britânco Adam Peaty, com seu recorde mundial impressionante nos 100m peito, é mais ou menos favorito do que o americano Caeleb Dressel, que também tem um recorde incrível nos 100m borboleta? E quais seriam os brasileiros com mais possibilidades?


O brasileiro Bruno Fratus e o americano Caeleb Dressel, principais nomes dos 50m livre nos últimos anos (foto: Satiro Sodré/rededoesporte.gov.br)

É isso que o Esportístico traz nesse post. Em um trabalho inédito, foram calculadas as probabilidades de vitória dos principais nadadores em cada uma das 35 provas de piscina que serão disputadas em Tóquio.


+ Siga o Esportístico no Instagram

+ Curta a página do Esportístico no Facebook

+ Conheça o canal do Esportístico no YouTube


Essas probabilidades levam em conta o que foi observado dos nadadores até agora, considerando os resultados de 2018 para cá – com peso maior para os resultados mais recentes, e também considerando as medalhas que os atletas conquistaram no último Mundial e na última Olimpíada.


A metodologia é, de certa forma, similar ao que é empregado quando se calculam probabilidades de campeonatos de futebol: vários cenários possíveis são considerados, eles são repetidos em simulações computacionais e, dentre esses milhares de cenários, observa-se em quantos deles o nadador X foi o vencedor, assim como o nadador Y, o nadador Z, e assim por diante, obtendo-se assim as probabilidades estimadas.


À medida que as competições de 2020 forem ocorrendo, principalmente as seletivas olímpicas nacionais, os cálculos serão atualizados.


Observe que as probabilidades apresentadas são de chances de vitória. Um nadador pode ter 5% de chances de vitória, e ser o terceiro nadador com mais chances. Logo ele pode ter poucas chances de conquistar a medalha de ouro, mas pode ter boas perspectivas de pódio.


Por favor, entendam que, se um nadador tem, digamos, 75% de chances de vitória, certamente ele é o favorito destacado, mas isso não quer dizer que irá vencer. Muita gente confunde “probabilidade alta” com “certeza absoluta”.


A americana Katie Ledecky (foto: Getty Images)

Adivinhem quem tem a maior probabilidade de vitória em 2020? Sim, Adam Peaty nos 100m peito, com absurdos 97,09%. Não é para menos: nadando na casa dos 56s, sendo que o nadador mais próximo está na casa dos 58s, a distância dele para os adversários é abissal. Ele é seguido por Caeleb Dressel nos 100m borboleta (93,24%), que, no momento, com seu recorde mundial estabelecido em 2019, está mais de um segundo à frente da concorrência.


No feminino, quem é a maior favorita é a americana Regan Smith nos 200m costas, com 86,43% chances de vitória, após destruir o recorde mundial da prova no ano passado. Sua compatriota Katie Ledecky, estrela de 2016, vem a seguir, com pouco mais de 72% de chances nos 800m e 1500m. Apesar de não ter tido um ano passado tão bom, ainda assim é a favorita absoluta.


O brasileiro com mais chances de ouro é Bruno Fratus nos 50m livre, com 11,76%. O favorito é Dressel, com 68,38%. Bruno é o segundo colocado nas probabilidades, o que isso quer dizer que, no momento, é o mais cotado para a medalha de prata.


Marcelo Chierighini aparece com 1,20% de chances nos 100m livre. Está na sexta posição no ranking da prova, o que quer dizer que a medalha de ouro é dificílima, mas o pódio pode estar ao alcance.


Marcelo Chierighini (foto: Satiro Sodré/rededoesporte.gov.br)

No 4x100m livre masculino, o Brasil aparece como a quarta seleção com mais chances, e, no 4x200m livre, na sexta colocação.


Duas provas prometem ser equilibradíssimas, ao menos em termos das chances dos favoritos. Nos 100m livre feminino, a americana Simone Manuel, atual campeã mundial e olímpica, tem 35,48%, enquanto a australiana Cate Cambpell vem com 33,34% e Sarah Sjostrom, 21,96%. Já nos 1500m livre masculino, o atual campeão mundial alemão Florian Wellbrock está com 31,31% de chances de vitória, seguido pelo italiano campeão olímpico Gregorio Paltrinieri com 30,81% e pelo ucraniano Mykhaylo Romanchuk com 25,99%.


Não deixem de também conferir o vídeo sobre o assunto no canal do Esportístico no YouTube:



Sem mais delongas, vamos aos números. Abaixo, as probabilidades dos oito primeiros, em cada prova.


Provas femininas


50m livre


1. Sarah Sjostrom (SUE) - 52,31%

2. Cate Campbell (AUS) - 25,15%

3. Pernille Blume (DIN) - 9,87%

4. Simone Manuel (EUA) - 8,49%

5. Liu Xiang (CHN) - 2,32%

6. Bronte Campbell (AUS) - 0,58%

7. Emma McKeon (AUS) - 0,48%

8. Ranomi Kromowidjojo (HOL) - 0,30%


100m livre


1. Simone Manuel (EUA) - 35,48%

2. Cate Campbell (AUS) - 33,34%

3. Sarah Sjostrom (SUE) - 21,96%

4. Emma McKeon (AUS) - 5,58%

5. Bronte Campbell (AUS) - 1,86%

6. Taylor Ruck (CAN) - 0,34%

7. Pernille Blume (DIN) - 0,24%

8. Mallory Comerford (EUA) - 0,17%


200m livre


1. Federica Pellegrini (ITA) - 33,65%

2. Ariarne Titmus (AUS) - 23,77%

3. Sarah Sjostrom (SUE) - 16,55%

4. Emma McKeon (AUS) - 10,97%

5. Katie Ledecky (EUA) - 4,16%

6. Siobhan Haughey (HKG) - 3,59%

7. Yang Junxuan (CHN) - 2,83%

8. Charlotte Bonnet (FRA) - 1,09%


400m livre


1. Katie Ledecky (EUA) - 51,43%

2. Ariarne Titmus (AUS) - 34,51%

3. Leah Smith (EUA) - 10,25%

4. Ajna Kesely (HUN) - 2,62%

5. Wang Jiajia (CHN) - 0,41%

6. Li Bingjie (CHN) - 0,39%

7. Katinka Hosszu (HUN) - 0,11%

8. Simona Quadarella (ITA) - 0,09%


800m livre


1. Katie Ledecky (EUA) - 72,30%

2. Simona Quadarella (ITA) - 9,45%

3. Ariarne Titmus (AUS) - 7,71%

4. Wang Jiajia (CHN) - 4,54%

5. Leah Smith (EUA) - 3,66%

6. Sarah Koehler (ALE) - 1,95%

7. Kiah Melverton (AUS) - 0,11%

8. Mireia Belmonte (ESP) - 0,08%


1500m livre


1. Katie Ledecky (EUA) - 72,25%

2. Simona Quadarella (ITA) - 16,21%

3. Wang Jiajia (CHN) - 5,96%

4. Sarah Koehler (ALE) - 3,37%

5. Delfina Pignatiello (ARG) - 0,75%

6. Erica Sullivan (EUA) - 0,30%

7. Ashley Twichell (EUA) - 0,29%

8. Ajna Kesely (HUN) - 0,27%


100m borboleta


1. Maggie Macneil (CAN) - 61,83%

2. Sarah Sjostrom (SUE) - 25,98%

3. Emma McKeon (AUS) - 9,02%

4. Kelsi Worrell (EUA) - 1,43%

5. Marie Wattel (FRA) - 0,39%

6. Elena Di Liddo (ITA) - 0,35%

7. Brianna Throssell (AUS) - 0,26%

8. Louise Hansson (SUE) - 0,22%


200m borboleta


1. Hali Flickinger (EUA) - 31,15%

2. Boglarka Kapas (HUN) - 16,06%

3. Katherine Drabot (EUA) - 13,79%

4. Katinka Hosszu (HUN) - 8,70%

5. Alys Margaret Thomas (GBR) - 7,65%

6. Franziska Hentke (ALE) - 4,06%

7. Zhang Yufei (CHN) - 2,70%

8. Regan Smith (EUA) - 1,88%


100m costas


1. Regan Smith (EUA) - 47,14%

2. Kylie Masse (CAN) - 30,49%

3. Minna Atherton (AUS) - 5,81%

4. Kathleen Baker (EUA) - 5,26%

5. Olivia Smoliga (EUA) - 4,25%

6. Taylor Ruck (CAN) - 2,67%

7. Phoebe Bacon (EUA) - 1,79%

8. Emily Seebohm (AUS) - 0,89%


200m costas


1. Regan Smith (EUA) - 86,43%

2. Kylie Masse (CAN) - 6,75%

3. Kaylee McKeown (AUS) - 2,76%

4. Margherita Panziera (ITA) - 2,26%

5. Taylor Ruck (CAN) - 0,51%

6. Katinka Hosszu (HUN) - 0,41%

7. Minna Atherton (AUS) - 0,40%

8. Kathleen Baker (EUA) - 0,27%


100m peito


1. Lilly King (EUA) - 60,06%

2. Yuliya Efimova (RUS) - 34,23%

3. Reona Aoki (JAP) - 1,18%

4. Martina Carraro (ITA) - 1,17%

5. Annie Lazor (EUA) - 1,01%

6. Tatjana Schoenmaker (AFS) - 0,43%

7. Arianna Castiglioni (ITA) - 0,23%

8. Molly Hannis (EUA) - 0,22%


200m peito


1. Yuliya Efimova (RUS) - 57,62%

2. Annie Lazor (EUA) - 10,62%

3. Lilly King (EUA) - 7,54%

4. Evgeniia Chikunova (RUS) - 7,52%

5. Tatjana Schoenmaker (AFS) - 7,07%

6. Bethany Galat (EUA) - 2,57%

7. Sydney Pickrem (CAN) - 2,27%

8. Emily Escobedo (EUA) - 1,72%


200m medley


1. Katinka Hosszu (HUN) - 52,63%

2. Shiho Matsumoto (JAP) - 26,10%

3. Ye Shiwen (CHN) - 7,50%

4. Sydney Pickrem (CAN) - 5,33%

5. Yui Ohashi (JAP) - 3,00%

6. Rika Omoyo (JAP) - 1,77%

7. Melanie Margalis (EUA) - 1,11%

8. Alex Walsh (EUA) - 0,93%


400m medley


1. Katinka Hosszu (HUN) - 47,47%

2. Ye Shiwen (CHN) - 21,10%

3. Yui Ohashi (JAP) - 18,76%

4. Shiho Matsumoto (JAP) - 8,62%

5. Mireia Belmonte (ESP) - 1,60%

6. Emma Weyant (EUA) - 0,48%

7. Sydney Pickrem (CAN) - 0,47%

8. Brooke Forde (EUA) - 0,29%


4x100m livre


1. Austrália - 63,87%

2. Estados Unidos - 35,24%

3. Canadá - 0,47%

4. França - 0,17%

5. Holanda - 0,08%

6. Grã-Bretanha - 0,05%

7. Japão - 0,04%

8. China - 0,04%


4x200m livre


1. Austrália - 48,16%

2. Estados Unidos - 37,67%

3. China - 8,91%

4. Canadá - 3,02%

5. Japão - 1,09%

6. Rússia - 0,56%

7. Itália - 0,40%

8. Grã-Bretanha - 0,08%


4x100m medley


1. Estados Unidos - 80,31%

2. Austrália - 9,78%

3. Canadá - 8,48%

4. Rússia - 0,67%

5. Itália - 0,32%

6. Japão - 0,32%

7. Suécia - 0,06%

8. Grã-Bretanha - 0,03%


Masculino


50m livre


1. Caeleb Dressel (EUA) - 68,38%

2. Bruno Fratus (BRA) - 11,76%

3. Vladimir Morozov (RUS) - 7,41%

4. Benjamin Proud (GBR) - 6,02%

5. Kristian Gkolomeev (GRE) - 3,63%

6. Andrea Vergani (ITA) - 1,22%

7. Florent Manaudou (FRA) - 0,68%

8. Michael Andrew (EUA) - 0,45%


100m livre


1. Caeleb Dressel (EUA) - 41,03%

2. Kyle Chalmers (AUS) - 39,59%

3. Vladislav Grinev (RUS) - 8,56%

4. Ryan Held (EUA) - 4,47%

5. Maxime Rooney (EUA) - 1,53%

6. Marcelo Chierighini (BRA) - 1,20%

7. Zach Apple (EUA) - 1,04%

8. Vladimir Morozov (RUS) - 0,42%


200m livre


1. Danas Rapsys (LTU) - 33,37%

2. Duncan Scott (GBR) - 16,10%

3. Sun Yang (CHN) - 10,85%

4. Katsuhiro Matsumoto (JAP) - 9,47%

5. Clyde Lewis (AUS) - 6,81%

6. Martin Malyutin (RUS) - 6,18%

7. Kyle Chalmers (AUS) - 2,73%

8. Ji Xinjie (CHN) - 2,30%


400m livre


1. Sun Yang (CHN) - 37,10%

2. Mack Horton (AUS) - 24,04%

3. Gabriele Detti (ITA) - 22,41%

4. Danas Rapsys (LTU) - 5,99%

5. Jack McLoughlin (AUS) - 2,64%

6. Elijah Winnington (AUS) - 1,69%

7. Marco De Tullio (ITA) - 1,61%

8. Alexander Krasnykh (RUS) - 0,68%


800m livre


1. Gregorio Paltrinieri (ITA) - 45,87%

2. Henrik Christiansen (NOR) - 17,98%

3. Gabriele Detti (ITA) - 10,65%

4. David Aubry (FRA) - 5,74%

5. Mykhaylo Romanchuk (UCR) - 4,60%

6. Jack McLoughlin (AUS) - 4,46%

7. Florian Wellbrock (ALE) - 3,62%

8. Sun Yang (CHN) - 2,84%


1500m livre


1. Florian Wellbrock (ALE) - 31,31%

2. Gregorio Paltrinieri (ITA) - 30,81%

3. Mykhaylo Romanchuk (UCR) - 25,99%

4. David Aubry (FRA) - 2,27%

5. Henrik Christiansen (NOR) - 2,05%

6. Franko Grgic (CRO) - 1,45%

7. Daniel Jervis (GBR) - 1,39%

8. Alexander Norgaard (DIN) - 1,03%


100m borboleta


1. Caeleb Dressel (EUA) - 93,24%

2. Chad Le Clos (AFS) - 2,09%

3. Andrei Minakov (RUS) - 1,79%

4. Maxime Rooney (EUA) - 1,33%

5. Mehdy Metella (FRA) - 0,54%

6. Kristof Milak (HUN) - 0,25%

7. Jack Conger (EUA) - 0,15%

8. Grant Irvine (AUS) - 0,12%


200m borboleta


1. Kristof Milak (HUN) - 83,54%

2. Daiya Seto (JAP) - 13,54%

3. Tamas Kenderesi (HUN) - 1,32%

4. Chad Le Clos (AFS) - 1,00%

5. Luca Urlando (EUA) - 0,41%

6. Nao Horomura (JAP) - 0,06%

7. Federico Burdisso (ITA) - 0,05%

8. Denys Kesyl (UCR) - 0,04%


100m costas


1. Evgeny Rylov (RUS) - 43,43%

2. Xu Jiayu (CHN) - 25,59%

3. Mitchell Larkin (AUS) - 14,28%

4. Ryan Murphy (EUA) - 11,86%

5. Matt Grevers (EUA) - 1,81%

6. Ryosuke Irie (JAP) - 0,86%

7. Shaine Casas (EUA) - 0,79%

8. Kliment Kolesnikov (RUS) - 0,73%


200m costas


1. Evgeny Rylov (RUS) - 54,55%

2. Ryan Murphy (EUA) - 33,90%

3. Xu Jiayu (CHN) - 5,41%

4. Mitchell Larkin (AUS) - 2,57%

5. Ryosuke Irie (JAP) - 1,03%

6. Luke Greenbank (GBR) - 0,98%

7. Austin Katz (EUA) - 0,35%

8. Keita Sunama (JAP) - 0,24%


100m peito


1. Adam Peaty (GBR) - 97,09%

2. James Wilby (GBR) - 1,02%

3. Ilya Shymanovich (BLR) - 0,70%

4. Yan Zibei (CHN) - 0,56%

5. Arno Kamminga (HOL) - 0,22%

6. Anton Chupkov (RUS) - 0,11%

7. Nicolo Martinenghi (ITA) - 0,08%

8. Yasuhiro Koseki (JAP) - 0,05%


200m peito


1. Anton Chupkov (RUS) - 46,71%

2. Matthew Wilson (AUS) - 17,69%

3. Ippei Watanabe (JAP) - 16,62%

4. Zac Stubblety-Cook (AUS) - 3,40%

5. James Wilby (GBR) - 2,04%

6. Marco Koch (ALE) - 1,87%

7. Will Licon (EUA) - 1,61%

8. Josh Prenot (EUA) - 1,39%


200m medley


1. Daiya Seto (JAP) - 41,24%

2. Chase Kalisz (EUA) - 19,81%

3. Mitchell Larkin (AUS) - 15,77%

4. Wang Shun (CHN) - 7,88%

5. Jeremy Desplanches (SUI) - 6,61%

6. Duncan Scott (GBR) - 2,21%

7. Philip Heintz (ALE) - 1,88%

8. Qin Haiyang (CHN) - 1,73%


400m medley


1. Daiya Seto (JAP) - 53,21%

2. Jay Litherland (EUA) - 19,05%

3. Wang Shun (CHN) - 7,04%

4. Chase Kalisz (EUA) - 5,24%

5. Qin Haiyang (CHN) - 3,80%

6. Lewis Clareburt (NZL) - 2,55%

7. Max Litchfield (GBR) - 2,12%

8. David Verraszto (HUN) - 1,59%


4x100m livre


1. Estados Unidos - 86,00%

2. Rússia - 7,48%

3. Austrália - 4,04%

4. Brasil - 1,75%

5. Itália - 0,24%

6. Japão - 0,23%

7. Grã-Bretanha - 0,13%

8. China - 0,05%


4x200m livre


1. Austrália - 43,47%

2. Estados Unidos - 27,87%

3. Rússia - 17,77%

4. Grã-Bretanha - 5,69%

5. China - 4,27%

6. Brasil - 0,54%

7. Japão - 0,25%

8. Itália - 0,09%


4x100m medley


1. Estados Unidos - 76,70%

2. Rússia - 12,77%

3. Austrália - 3,74%

4. Grã-Bretanha - 3,50%

5. China - 1,26%

6. Japão - 1,08%

7. Itália - 0,47%

8. Brasil - 0,46%


Misto


4x100m medley


1. Estados Unidos - 86,61%

2. Austrália - 8,25%

3. Grã-Bretanha - 2,71%

4. Rússia - 1,22%

5. China - 0,37%

6. Itália - 0,27%

7. Japão - 0,27%

8. Canadá - 0,19%


0 visualização

Entre em contato

Caso tenha dúvidas, críticas, sugestões ou simplesmente queira entrar em contato, preencha o formulário e clique em "Enviar".
  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • Instagram
  • Twitter Social Icon
  • YouTube

© 2019 por Daniel Takata.