Entre em contato

Caso tenha dúvidas, críticas, sugestões ou simplesmente queira entrar em contato, preencha o formulário e clique em "Enviar".
  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • Instagram
  • Twitter Social Icon
  • YouTube

© 2019 por Daniel Takata.

Buscar
  • Daniel Takata

O número de Erdos na matemática. E o número-Phelps, o número-Bolt, o número-Messi...

Atualizado: 4 de Nov de 2019

O húngaro Paul Erdos foi um dos matemáticos mais renomados da história.


Extremamente profílico, publicou diversos trabalhos, alguns dos quais de extrema importância para sua área.


Em sua vida, que se encerrou em 1996, publicou quase 1500 artigos científicos, mais do que qualquer outro matemático na história.


Além disso, trabalhou com centenas de colaboradores. Para ele, "matemática deve ser uma atividade social."


Tinha um estilo de vida excêntrico. Ganhou vários prêmios em dinheiro pelos seus trabalhos, mas jamais os aceitou. Preferia utilizar o dinheiro para ajudar estudantes e oferecer prêmios para resolução de problemas propostos por ele.


O matemático húngaro Paul Erdos (foto: divulgação)

Diz-se que ele não tinha casa, e que aceitava fazer trabalhos conjuntos com outras pessoas contanto que essas pessoas o deixassem morar em suas casas durante o tempo de colaboração.


Devido à grande quantidade de colabores que teve ao longo da vida, um conceito tornou-se popular na matemática: o número de Erdos.


Funciona da seguinte maneira. Um matemático que tenha publicado um artigo com Paul Erdos possui número de Erdos igual a 1. Um outro matemático que tenha publicado um artigo junto com este, e não tenha publicado com Erdos diretamente, tem número de Erdos igual a 2. E assim por diante.


Existem 511 pesquisadores com número de Erdos igual a 1, e mais de 11 mil com número de Erdos igual a 2.


Incrivelmente, entre pesquisadores da área que publicaram trabalhos em colaboração, é muito difícil encontrar pessoas com números de Erdos altos, tamanho é o alcance da rede. A proporção de pesquisadores com número de Erdos maior ou igual a 8 é menos de 2%, de acordo com a distribuição dos números obtida por esse site.


Obviamente a ideia da criação do número de Erdos se deu pela quantidade de trabalhos que ele publicou em colaboração com outras pessoas.


Podemos fazer essa analogia com o esporte.


Por exemplo, tomemos o maior nadador de todos os tempos, Michael Phelps.


E por que ele? Porque ele teve uma carreira longeva e nadava muitas provas, fazendo com que ele tenha tido disputas com um número elevadíssimo de nadadores.


Logo, podemos definir o número-Phelps.


Michael Phelps (foto: Getty Images)

Se você disputou uma prova com Michael Phelps, seu número-Phelps é 1. Se disputou com alguém que disputou com ele, seu número-Phelps é 2. E assim por diante.


No meu caso, a associação mais direta que consigo fazer é, tendo competido contra Gabriel Mangabeira, finalista olímpico em 2004 contra Phelps, em campeonatos brasileiros, então meu número-Phelps é 2.


(Por curiosidade, meu número de Erdos é igual a 5.)


E podemos utilizar o mesmo raciocínio para outros esportes, utilizando outros ícones.


Podemos criar o número-Bolt no atletismo, o número-Messi no futebol, o número-Biles na ginástica artística, o número-Williams e o número-Federer no tênis, e assim por diante.


Qual é o seu número?




65 visualizações