Entre em contato

Caso tenha dúvidas, críticas, sugestões ou simplesmente queira entrar em contato, preencha o formulário e clique em "Enviar".
  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • Instagram
  • Twitter Social Icon
  • YouTube

© 2019 por Daniel Takata.

Buscar
  • Daniel Takata

Os treinadores mais vitoriosos da história do vôlei em Olimpíadas

Nas últimas edições de Jogos Olímpicos, o vôlei do Brasil se destacou não só por suas conquistas, mas também por apresentar aqueles que são dois dos maiores treinadores da história.


Não há como negar que Bernardinho e José Roberto Guimarães fizeram história. O primeiro levou as seleções feminina e masculina a seis medalhas, em seis Olimpíadas consecutivas. O segundo foi campeão olímpico com a seleção masculina e com a feminina, o único a alcançar o feito na história.


Bernardinho e José Roberto Guimarães (foto: CBV)

Sempre me perguntei onde eles estariam entre os treinadores mais condecorados da modalidade em Olimpíadas. Certamente, no topo ou bem perto dele.


A resposta está aqui neste post, em um levantamento inédito - ao menos não encontrei nada parecido em outros lugares.


+ Siga o Esportístico no Instagram + Curta a página do Esportístico no Facebook + Conheça o canal do Esportístico no YouTube


A rigor, Bernardinho e José Roberto não possuem, como treinadores, medalha alguma - a insígnia é destinada somente a jogadores (Bernardinho tem uma prata como jogador, em 1984).


Mas o que vale são as conquistas, então, para todos os efeitos, consideramos os dois devidamente medalhados.


E, nesse critério, nenhum treinador levou suas seleções tantas vezes ao pódio quanto Bernardinho, e nenhum treinador levou suas seleções a conquistarem o ouro tantas vezes quanto José Roberto.


Bernardinho, com a seleção feminina, foi bronze em 1996 e 2000. E, com a masculina, a apoteose: dois ouros (2004 e 2016) e duas pratas (2008 e 2012).


Já José Roberto levou o Brasil a três medalhas de ouro: com os homens em 1992 e com as mulheres em 2008 e 2012.


Se considerarmos somente um gênero, o lendário russo Nikolay Karpol, famoso pelos gritos e nível de exigência com suas jogadoras, obteve cinco medalhas com a União Soviética/Rússia entre 1980 e 2004.


Outro destaque é o cubano Eugenio Lafita, que conseguiu três ouros com a quase imbatível seleção feminina de Cuba em 1992, 1996 e 2000.


A seguir, os treinadores que mais levaram suas seleções ao pódio na história do vôlei olímpico (3 medalhas ou mais).


  • Bernardinho (Brasil) - 6 medalhas (bronze em 1996 e 2000 com a seleção feminina, ouro em 2004 e 2016 e prata em 2008 e 2016 pela seleção masculina).

  • Nikolay Karpol (União Soviética/Rússia) - 5 medalhas (ouro em 1980 e 1988 e prata em 1992, 2000 e 2004 pela seleção feminina).

  • Shigeo Yamada (Japão) - 4 medalhas (ouro em 1976, prata em 1968 e 1972 e bronze em 1984 pela seleção feminina).

  • José Roberto Guimarães (Brasil) - 3 medalhas (ouro em 1992 pela seleção masculina e ouro em 2008 e 2012 pela seleção feminina).

  • Eugenio Lafita (Cuba) - 3 medalhas (ouro em 1992, 1996 e 2000 pela seleção feminina).

  • Givi Akhvlediani (União Soviética) - 3 medalhas (ouro em 1968 e 1972 e prata em 1976 pela seleção feminina)

  • Vladimir Kondra (União Soviética) - 3 medalhas (ouro em 1980, prata em 1976 e bronze em 1972 pela seleção masculina)

14 visualizações